BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

segunda-feira, 26 de julho de 2010

IDENTIDADE




Passam por mim tantos pensamentos
Que andam no espaço perdidos,
Choro dramas e tormentos
Que por mim não são vividos


Canto a vida, a alegria
De beleza no seu esplendor,
Mas sinto em mim a nostalgia
Da saudade e do amor


Perco-me num sonho impossível
Num amor inexistente
De coração ferido e sensível
Não quero viver um amor ausente


Entro nos outros, sem querer,
Leio o que sentem no fundo
E tantas vezes sem saber,
Choro em mim, a dor do mundo!


Não pedi para ser assim,
Não sei, aconteceu…
Aceito o que sou, enfim,
De outro modo não sou eu!


3 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Um maravilhoso poema, adorei.

Entro nos outros, sem querer,
Leio o que sentem no fundo
E tantas vezes sem saber,
Choro em mim, a dor do mundo!

Beijinhos
Sonhadora

Malu disse...

Que bom que deixastes as portas abertas para os comentários novamente.
Gosto de vir aqui e ler tuas palavras, sempre, meu amigo.
Um beijinho.
Sinto saudades de ti pelo meu INFINITO.
Gostava quando passavas por lá

Sonhadoremfulltime disse...

O meu obrigado a ti Sonhadora e a ti Malu, pela postura honesta que assumem na vida e na blogosfera.
Bem hajam