BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 14 de março de 2010

A razão de um Adeus


Hoje faço 51 anos.


Não escrevo isto para que me dêem os para parabéns. Afirmo-o, para dizer um Adeus a este espaço. Até quando? Eu não o conseguirei dizer. Eventualmente quando conseguir ser um outro homem. Um homem pragmático, individualista, e sem coração.

Uns voltam, outros partem.

Chegou a hora da minha vida em que é preciso avaliar tudo que fiz dela até ao momento! É necessário passar o pente fino todas as situações vividas, varrer para fora de nós tudo que não nos acrescenta nada e saber tirar lições das escolhas, por vezes, infelizes que tivemos ou teremos em alguns momentos.

Os tombos da vida dão-nos um olhar mais refinado, para perceber coisas que só o tempo conseguiria mostrar. Por vezes e são muitas, é deixarmos de viver a nossa vida, para apenas vegetar no mundo, e perder tempo com coisas insignificantes.

Chega-se apor vezes a pensar que não se acredita em quase ninguém, em que dá vontade de criar um universo paralelo, vontade de fugir de tudo e de todos.

Esquecemos que a vida é um momento insignificante. Não nos lembramos sequer como somos banais. E basta um simples segundo para nos transformarmos em pó, que o vento levará para longe.
Durante uma fracção, neste tempo e neste espaço, vivi para ti, esqueci família, esqueci os amigos que não tenho, esqueci-me de mim…

É tempo de cerrar o meu coração. É hora de dizer um adeus. Despedir-me de ti, de todos, e principalmente de mim.

Irei confinar uma fase da minha vida. Uma vida sem cor, desbotada de amor, ferida de dor.

O medo assola-me de novo.

Tento agarrar-me a algo forte, tento agarrar-me a uma motivação que me faça lutar, mas encontro-me sempre só.

Apetece-me apenas esperar, esperar que esta imensa ventania me envolva e me leve, transportando todo este tormento como transporta o pó que ela beija, escondo-me de todos, escondo-me de tudo. Não há ninguém que me possa ajudar.

Ninguém me iria entender... nem tu!
Não quero perder a fé...

Não quero perder a esperança... mas resta-me apenas viver... viver com o eco do silêncio a ruir no espaço vazio onde me encontro!

O mundo esta mudado, e com ele vamos tentando mudar também, a diferença é que nós tentamos evoluir, o mundo parece regredir a cada segundo que passa.

Basta olha para o nosso lado.

A todos o meu obrigado.

Até sempre!

16 comentários:

Luz disse...

Querido Sonhadorft,

Em primeiro lugar os meus Parabéns uma vez mais, sabes o que te desejo, o melhor do mundo para ti e, para a tua Família -, os teus Pais, a tua Mulher, o teu Filho.

Por mais de uma vez que disseste Adeus nestes teus espaços, mas nem a uma pausa chegou. Como dizes "Uns voltam, outros partem", é verdade, cada um tem os seus motivos, o seu tempo e, volta quando sente que o quer fazer; eu estou a voltar, mas com a mesma postura, como o referi, gosto de espontaneidade. Com isto pretendo dizer que espero que voltes também!

Neste momento tanto que podia aqui ser dito, mas prefiro silenciar e, desejar que tu saibas o que estás a fazer e, principalmente o que queres fazer de ti, da tua vida. Algo que se o soubeste ou, sabes, mas não consegues..., não conseguiste..., e, por mais ajuda que te seja dada e tenha sido dada, tu acabas por "recusar", "recuar", porque continuas sem saber como te encontrar, vives demasiado os teus fantasmas, não te libertas deles, preferes alimentá-los. Deixas influenciar-te pelo que é mais negativo e, não consegues enxergar, tal como na "Alegoria da Caverna", não consegues ver a luz, apenas as sombras. Não é uma critica, mas sabes todos temos fantasmas, eu também, no entanto temos que fazer algo com eles, caso contrário apoderam-se de nós e nunca mais nos deixam em paz, mesmo quando existe algo ou, alguém que nos pode dar essa paz. Há sempre parte da tarefa que tem e ser nossa. Como eu costumo dizer, a revolução começa dentro de nós e, cabe-nos a nós vencê-la, se é o queremos de facto. Este teu texto reflecte bem o que estou a dizer, assim como o que tu escreves e, quem já te lê há muito sabe bem o que está em cada uma das tuas palavras, o que cada uma quer significar.

Posso dizer e, tu sabes, como amiga que, fui, sou e, sempre o serei, que tentei, fiz de tudo para te ajudar e, assim continuarei, sabe-lo bem.

Faz por ser feliz, como te disse, não devemos apenas agradecer a dádiva que nos fora concedida, a da vida, mas temos de fazer algo por essa mesma dádiva e, nada como tentar fazer por ser feliz e, ser quem somos na nossa mais pura essência, ter o conhecimento de nós é um bom caminho para a felicidade já o diziam os filósofos.

Um Beijo bem iluminado da sempre Luz

catwoman disse...

Que te posso dizer? Se achas que o beco não tem saída, dás meia volta e escolhes outro caminho, mas nunca desistas.
Vou ter saudades tuas. Beijinho.

Malu disse...

Ainda bem que é até sempre porque não suporto ADEUS...

Ai de ti, menino, se desapareceres destas páginas...

Eis que faço um barquinho de papel e atravesso o oceano para te pedir prestações de contas!

Beijinhos e parabéns por este teu dia!!!

Fazer aniversário é comemorar a VIDA que, apesar das desventuras que cada um possui, é, acima de tudo, uma DÁDIVA.

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Vou sentir muito a tua falta, os teus escritos, que me assentavam como uma luva, e principalmente da tua PESSOA.
Espero que voltes.

Beijinhos com carinho.
Sonhadora

maria disse...

Meu amigo como eu o entendo...
Deixo um poema meu para si.
.....PAIXÃO.....

Paixão!
O que é?
Pode ser um arrepio na pele,
Uma noite mal dormida,
Um desejo de sentir, o sabor de uma bebida.
Um projecto que se inicia
A vontade de o fazer, a motivação do querer.
A luta para vencer.
Paixão!
Uma flor do canteiro
Ou a estrela do céu
Uma gota de chuva na brancura de um véu.
Um momento apenas…
Tão breve e tão intenso
Como a noite que chega no final do dia.
Uma resposta em suspenso.
Paixão!
Caminho para a vida,
Vontade de continuar
Remando contra as marés
Sem nunca desanimar.
Brisa leve ou vento forte,
Dia de sol ou temporal
Onda que se acalma
Roseira do roseiral.
Paixão!
És tu timidez, rosto triste insatisfeito,
Procura constante, encosto no peito.
Seres sem saberes, vontade e desejo
Apenas imaginação…dum toque, dum beijo.

"""Eu não sei viver sem ela"""

Esperarei noticias suas, pois gosto de O ler..
Um beijo

Angel in the dark disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rosy disse...

Ola querido amigo.. antes de mais, quero-lhe desejar os meus sinceros parabens! As minhas felicidades, que encontre o verdadeiro sentido a sua vida.. nao deixe que a solidao embarque consigo prematuramente!
De um rumo novo, em busca do amor, da amizade, seja o que for..
Aproveite este tempo para reflectir, e fazer algo k goste, seja o que for, como simplesmente ouvir as ondas do mar e nos deixarmos ir ao ritmo das ondas..
Espero que seja um simples ate ja e assim, volte novamente cheio de inspiração com suas palavras!

beijinho grande...
ate ja, querido sonhadorfulltime :D

Cirrus disse...

Ora porra, mais um (dois) blog que visito que faz pausa por tempo indeterminado... Até à volta!

Secreta disse...

Por vezes precisamos de parar, de reflectir, de tomar decisões...precisamos fazer tudo isso por nós mesmos...
Deixo-te um beijito.

Menina do cantinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
isar_ff disse...

João
Muitos parabéns!
Parabéns com sabor a maresia...
Não compreendo muito bem a razão do teu "adeus".
É que nunca podemos dizer adeus a nós mesmos...
Cinquenta e um... desejo-te outros tantos!!!
Um beijo
Sorriso

Malu disse...

Vim aqui como disse que viria, todos os dias, para reclamar a tua volta...
Já te achastes?
Se tiver que refletir ou mesmo te encontrar, faça através das tuas palavras e divida conosco.
Beijinhos meu lindo amigo...

Queria um pedacinho do bolo!
Era de chocolate com flocos de coco?

ONG ALERTA disse...

Nós precisamos mudar para companhar este mundo, a vida é de aprendizado, muitos talvez doloridos mas faremos o melhor que oudermos para sermos felizes, paz.

DoceAroma disse...

Embora não tenha deixado muitos comentários no teu espaço, devorei, muitas vezes, quase sofrega as tuas palavras e tropeçei vezes sem conta no teu sentir. Roubei-te sem querer as palavras para identificar o que eu própria sentia. Por isso tudo o meu sincero agradecimento.
Eu não gosto de despedidas... não aprendi a dizer adeus... até breve porque a vida dá voltas que por vezes nos trazem a lugares que já quase haviamos esquecido.

Um Beijo

Maysha disse...

Ola amigo Sonhador.
Em primeiro lugar, Parabens, embora com algum atraso.

Sabe, tambem eu o comentei muito pouco, mas li imensas vezes o que aqui publicou. Identifiquei-me muitas vezes com os seus textos e talvez até compreenda a sua despedida.
Por isso mesmo, porque penso que o compreendo, perdoe-me a veleidade, penso que não é um adeus, mas um até logo.
Ficarei feliz se assim for, caso contrário vou sentir a sua falta e das suas palavras.
Até logo? Até sempre amigo Sonhador
Beijos de luz
Isa